Quando o amor, toma atitude, a esperança diz: “Bom dia Flor do dia”


Quando o amor, toma atitude, a esperança diz: “Bom dia Flor do dia”

 

Não sei exatamente quantas FASES ou quantas FACES terei,nessa segunda parte da historia da minha vida…o que sei é que sinto que desdo do dia do “PRIMEIRO DIA DO RESTOS DA MINHA VIDA” em 17 de agosto, que sinto como se estivesse començado a viver a segunda parte do meu luto….a primeira pode ser  vista em todas as postagens antes dessa data…foi uma fase de negação,revolta,ira,raiva…muito raiva…acreditar que um dia como o de hoje pudesse existe era simplesmente impossivel. Ter dias alternados como “bipolar” jamais passou por minha cabeça, afinal,todos esses meses só funcionei com um “polo”…o polo que puxava pra baixo, que leva  ou chão. Agora parece que sou bipolar…as vezes estou no chão,outros no teto….a falta de equilibrio ainda é visivel,a instabilidade do meu humor é notaria,seja no mundo real ou virtual.

Durante os primeiros seis meses,escolhi o insolamento,nada de telefonemas,visitas ou qualquer vida social….raramente fui o supermercado, ao banco ou shopping.Fui na casa da  minha amiga Katia,uma ou duas vezes pra que ele ficasse com meu bebe para eu ir ao  medico.

Durante essa fase,alguns amigos resolveram não aceitar “minhas regras” e de  uma forma ou de outra,estavam sempre vindo me visitar ou chorar comigo… Katita,Drica,Moniquinha e Lisa…me acompanharam no quarto escuro e mesmo assim me deram “espaço” pra viver meu luto como eu precisava,certamente perceberam que uma mulher deprimida ,revoltada,que toma varios medicamentos,não poderia ter o controle total da suas decisões sem a interferencia de alguem sobrio e lucido. Nessa primeira fase eu não via esperança de siquer um dia volta a tomar banho sozinha,dirigi era assustador,pois o mundo parecia grande e veloz e sorri era difinitivamente uma mentira,uma falsidade.Eu definitivamente preferia ficar no meu mundo e me movimentar o minino do minino possivel dentro dele. Apesar das amigas e vizinhos estarem sempre se colcando a disposição pra me ajudar eu odiava a ideia que precisava fazer algo na minha vida.

Agora nesse segundo momento comecei a senti que precisava fazer varias coisas, importante e necessarias, pela minha saude fisica e mental, pelo bem do meu casamento e dos meus filhos .Então aqui nascia um outro problema,apesar de saber que precisava me movimentar mais dentro do meu mundo, eu continuava assustada, insegura…pensar em caminhar,me mexer era como se me afastasse ainda mais do meu little boy.

Por alguma situação ou inspirada por Deus,fui percebendo,sem perceber que percebia, que agora era o momento de deixar os amigos entrerem em ação…tomarem a iniciativa,me leveram a outros lugares,mesmo contrariando minha vontade…A mulher que sempre gostou de ser livre, agora estava dependente, precisava ser levada ou jamais iria a lugar nenhum…precisava ser leveda da mesma forma que fui algumas levada pra tomar banho ,escovar os dentes e comer…não comer meu chocolate e beber minha coca-cola, esses  prazeres destruidores eu realmente queria me dar,mas,comer comida “real”…

Hoje,sexta-feira 28 de outrubro,finalmente sucumbi a sedução que minhas amigas faziam pra que eu tivesse um dia”desarmado”….minha amiga Lisa,que veio me visitar dias atras e diante de uma tarde relaxada e gostosa,até esqueci de tomar meu “anti-depressivo-vespertino”,voltou hoje disposta a trabalhar na rescontrução da minha auto-estima.Preprarei algo gostoso pra gente almoçar,arroz,feijão e picanha pra lembramos de onde viemos,mas,tambem tive a ousadia de colocar uma garrafa de champanhe pra gelar,para tentar resgatar a lembrança de pra onde queremos ir.

Não tinhamos planos especificos pra nada…a intenção era só conversar e pintar meu cabelo…de deixa-lo escuro…como meu marido e minha amiga Taninha preferem meu cabelo…mas,no final do dia ,alem do meu cabelo pintado, cortado ,escovado, nós encontramos uma Rita que sorria…que se olhou no espelho e pensou…”È talvez eu possa…talvez não tenha nada de errado em cuidar de mim…talvez isso não signifique  deixar pra tras meu bebe..talvez me cuidar  de alguma forma tambem mostre o amor que tenho por Deus,por meu marido,meus filhos terrestres e celetial…talvez…talvez…talvez. Talvez eu precise voltar a me amar, a ter intimidade com DEUS,pra ser capaz de encontrar a missão que meu boyzinho,veio me trazer.

Enfim…hoje eu me senti bem…sorri…coloquei salto… e Lisa tirou algumas fotos que gostaria de dividi com vocês,pra encorajar quem está alguns estagios atras e pra mostrar pra que esta na frente que vale apena cuidar das mães despedaçadas que Deus coloca no  caminho.

Sobre amanhã não sei…mas,hoje eu fui quase feliz…Graças a minha amiga lisa,que entendendo esse novo momento do meu luto,decidiu por mim, veio com atitude de amor e me ajudou a ver a possiblidade de dias melhores.Uma mulher na minha situação,precisa de amigos assim,que param quando tem que parar,mas,tambem entendem quando o “carro” só vai pegar no empurrão e ai colocam suas forças ,energia e tempo com o objetivo de que ele logo,logo voltarar a funcionar sem precisar de um novo ”tranco”.

Com tudo isso está Claro…definitavemente e mil vezes claro…e claro…muito claro, que a mudança da na aparencia não diminui a dor e nem cura a perda,mas,ao olhar no espelho e ver uma carinha redonda,mas,com um cabelo, domado ,penteado, suavizou a expressão e a impressão do eu desleixado, mau amado que eu vinha cultivando. A esperança de me encontrar, descobri o novo eu que sempre estive destinada a ser, apareçeu no espelho naquele momento  que tive a coragem de olhar nos meus proprios olhos e aceitar,mesmo esperneando,que a minha historia foi mudada pra sempre.

 

Obrigada Lisa…obrigada,sua atitude de amor foi um presente pra toda nossa familia…

Então se você tem uma amiga ou conhece alguem que perderam um filho,lembrem-se sempre que:

“ É belo dar solicitado,porém é muito mais belo dar,sem ter sido solicitado,por haver apenas entendido”

 

 

 

 

 

email
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home1/vida/public_html/prasempreemuitotempo/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273