O grito


O grito
…Não quero ser  modelo,inspiração e exemplo de superação para outras mães,pelo contrario quero que as mães que perderam os filhos como eu,deixem cair as mascaras que a sociedade impõe que agente use,para parecermos fortes, cheia de fé e esperança nesses momentos trágicos…Perder um filho nos dar o direito de ser ridícula,fraca e ter medo do futuro…assim com nos dar o direito de comer uma barra de chocolate no lugar do almoço e outra no lugar  do jantar…me sinto muito bem com minha alma nua…sem posses…descabelada…louca…sem obrigação de cumpri um roteiro que a sociedade escreveu, e espera que mães dilaceradas com eu represente….já disse…SOU UM VULCÃO EM ERUPÇÃO….que come chocolate as 6 da manha sem culpa…e ao invés de agua, coca-cola… não espere de mim coerência nem bom senso…me deixe viver minha dor e minha loucura da minha forma…não dite o tempo,nem mostre o caminho que você não conhece…há única coisa que espero de você é que não espere nada de mim… mesmo assim ME AME INCONDICIONALMENTE….nesse momento de estranha loucura.
Perder um filho,não é como perder um emprego,ou ser abandonada pelo amor da sua vida…perder um filho não é como perder uma mãe,um pai,ou irmão,pois a vida vai seguir mesma apesar dessa perda…perder um filho é perder você mesmo….de forma definitiva…você nunca mais vai se encontrar…
Não peça pra eu seja forte,pra que eu tenha fé em Deus,não diga que ele sabe o que faz…não queira me ensinar como lidar com Deus nesse momento…a forma correta de lidar dar com Ele,é sendo verdadeira,abrindo meu coração irado e magoado,mas,sem nunca perder o respeito ou blasfema-lo,a forma correta o Espírito Santo me mostrará…há cura do meu luto somente o Espírito Santo de Deus poderá fazer…
Não impeça que eu chore quando eu quiser,a hora que eu quiser,da forma enlouquecida que eu quiser…nada do que você possa me dizer nesses momentos vai fazer efeito…então não diga nada….só diga “estou aqui e te amo”..não procure entender,e procurar respostas pra minha dor…você não achará…quando ela for dada vai ser dada diretamente do coração de  Deus ao meu coração,em uma linguagem que só quem perdeu um filho poderá entender…
Não tenha medo de falar o nome do meu filho ou de falar sobre ele…ele não é uma fantasia,um sonho ,ou um pesadelo…ele é real,como os outros filhos que tenho…ele só estar morando em outro lugar,em um lugar tão longe,mas,tão longe,que ainda não sei quantos dias,meses,anos vou ter que caminhar pra chegar nesse lugar…lugar esse que invejo… pois  o terá mais tempo do que eu tive…é isso mesmo…eu tenho inveja do céu onde ele mora agora,pois lá ele ficará uma eternidade…e no meu ventre ficou só 8 mesese aqui na terra 6 dias…ah como te invejo céu….tu é a grande morada de quem morava antes em meu ventre e eu pensei,planejei e sonhei que moraria também na minha casa…
Entendo que as vezes você se canse,da minha instabilidade,que você se canse de me ver falar quase sempre sobre a mesma coisa…entendo que você queria sair por ai comigo,rir,viver a vida um pouco,mas,espero que você entenda,agora não é sobre você é sobre mim….e assim como me dou o direito de viver de coca-cola e chocolate me permito ser egoísta e pensar só me mim,na forma que encontrei de sobreviver,sendo ela certa ou louca…
Não se constranja se eu quiser chorar…não fuja e não tenha medo…quando chegar o tempo de voltar a viver e continuar do ponto que parei…eu saberei….e voltarei…ou talvez jamais voltarei…simplesmente decida não voltar…por favor me ame mesmo se eu escolher estacionar…parar…e ficar pra sempre aqui…não condicione o seu amor ao meu desempenho na vida…
Há mães que passam 1,2,5,10, anos para recuperar da perda de um filho…..e há outras que passam a vida inteira sem nunca conseguir se reestabelecer…ainda não sei em que grupo estou…e tenho conhecido varias mães que estão em grupos diferentes,mas,há uma coisa em comum em cada  uma de nós…
o grito preso na garganta pelo direito de escolher a forma,o tempo de viver nosso luto…todas nós mães que perdemos os nossos filhos,gostaríamos que nos fosse dado o direito de viver isso da nossa forma…gostaríamos que os amigos,os familiares e muitas vezes os maridos paracem de nos pressionar pra seguirmos em frente,quando ainda não estamos preparadas ou simplesmente não querermos seguir…
Por favor…por amor…nos deixe viver  a nossa dor e nosso luto,não nos pressione…não nos cobre,não pense que você entende nossa dor…,até mesmo se você tiver perdido um filho,você pode sentir isso de forma diferente…então…me escute mundo…simplesmente nos AME…e deixe que o tempo e Deus cuide do resto…
email
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home1/vida/public_html/prasempreemuitotempo/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273